quarta-feira, 11 de maio de 2011

Observações sobre a vida mundana. - Renascimento

Parece tão bom...
Sermos nós mesmos.
Mas como você sabe que está sendo autentico?
Apenas por ser espontâneo?
Bem, posso dizer com certeza q espontaneidade é relativo.
Afinal você pode ser espontâneo agora dizendo o quanto ama jogar futebol.
Mas amanhã ou depois você pode dizer convicto...
Que o basquete sempre foi o seu esporte favorito.

Pois é, e nesse meio o que aconteceu?
Tantas coisas podem acontecer em tão poucas horas.
E quem você é pode mudar em pouquíssimos segundos.
Sim, seu nome continuará o mesmo.
Mas o que você pensa; o que você sente...
Isso já não será sua ‘marca registrada’.

“Lembra aquela menina que se divertia em bares com desconhecidos? Nossa como eu a odiava.”
“Sim, hoje ela é uma pessoa bem sucedida e você já não desgruda dela. Que, por acaso, sou eu.”

Nossa visão do mundo muda a cada milésimo de segundo.
Cada opinião nossa é re-moldada.
Como argila, nossos pensamentos são formados com precisão.
E se algo sai errado.
Começamos tudo de novo.
Afinal é disso que a vida se trata.

E por que eu estou falando sobre isso agora?
Essa é uma boa pergunta...
Eu não estava caçando um tema pro post de hoje.
Ele simplesmente me atingiu enquanto eu assistia TV.

Sei que vai parecer pretensão da minha parte
E que posso acabar me arrependendo de escrever isso um dia.
Mas uma das coisas que faço de melhor é observar o comportamento humano.
E vejo suas mudanças.
Mudança de hábitos.
Estilos de vida.
Filosofias.
Crenças.

E esse é um mundo fascinante pra mim.
Sim, pode ser que um dia eu mude a minha opinião.
Ou encontre algo mais interessante que estudar o comportamento das pessoas.
E talvez eu pare de sentar num banco de praça...
Só pra olhar as pessoas passarem por mim.

Mas até que isso aconteça...
Terei muitos assuntos a abordar aqui no Finnegan Things.
Coisas que podem não interessar a todos os leitores, eu sei.
Mas não deixam de ser coisas fascinantes.

Afinal, é como eu penso hoje.
Nesse momento.
E acho que o melhor exemplo que eu poderia dar neste texto...
Sobre mudança de pensamentos e atitudes...
Sou eu mesma.
A metamorfose ambulante.
Amante de borboletas.
Que são o símbolo do renascimento.

E por que não dizer que nós, seres humanos, renascemos todos os dias?

Finnegan.

2 comentários:

Onslaught disse...

Como eu ja disse a uma certa pessoa: eu mudo a cada segundo e ao mesmo tempo nunca mudo, sou sempre o mesmo!!!

Como diria a rainha do rock:
"eu sou uma contradição e foge da minha mao fazer com que tudo que eu digo faça algum sentido"

(OBS: decidi parar de olhar para os seres e prestar mais atenção nas coisas, nao corro o risco de me decepcionar com elas)

Valquíria Paula disse...

belo texto.
Ah, e gostei mais desse novo visual do blog tbm do que do antigo.