segunda-feira, 4 de abril de 2011

29/03/2011 - A Saga (Terceira parte)



Chegando na bilheteria percebi que havia uma fila média para comprar ingressos e fiquei um pouco mais tranquila com aquilo. Cambistas ainda me pararam pra oferecer ingresso pro show, mas neguei ao ver que eram cortesia (fã que é fã compra o ingresso e não tenta passar a perna nos ídolos!).
Enquanto estava na fila tentei ligar para a Raíssa (citada no primeiro post da saga) mas ela não atendia de jeito nenhum. O tempo foi passando e eu cada vez mais nervosa com medo de que os ingressos acabassem antes que eu pudesse comprar o meu. Ainda achei uma chave caída no chão que mais tarde entreguei ao segurança que estava organizando a fila da bilheteira (sensação de fazer a coisa certa é a melhor coisa que tem).
Fiquei quase 1h na fila (sem exageros) e finalmente chegou a minha vez. Meu nervosismo foi ao extremo, eu não conseguia achar minha carteira dentro da bolsa, mas enfim, o ingresso estava em minhas mãos!
Sem perder mais tempo, fui logo para dentro do Vivo Rio, naquela hora (21h) já não tinha mais fila para entrar e isso foi um alívio. Ainda parei na loja oficial da banda, mas não tive coragem de comprar nada, pois tudo era caro demais para o meu bolso (com certeza compraria tudo se pudesse).
Então, resolvi ir pra Pista (meu setor) e procurar o melhor lugar possível. Sem pensar comecei a seguir um menino que andava tranquilo na minha frente e invadi a Pista Premium (setor mais próximo do palco) por falta de atenção do segurança que conversava sem parar. Mas logo outro segurança viu que eu estava sem a pulseira da Pista Premium e eu disfarcei e sai correndo (foi por pouco ?!).
De volta na Pista Comum, comecei a me enfiar por entre as pessoas procurando algum lugar onde não tivesse uma girafa na minha frente que atrapalhasse minha visão do palco, mas levando em consideração que eu só tenho 1,62 de altura, essa foi uma tarefa difícil!
Finalmente achei um lugar razoável no canto direito do palco, fiquei a uma distância de 3 pessoas da grade da Pista Comum, era o máximo que eu conseguiria entrando tão tarde na casa de shows.
A espera pelo início do show foi árdua, eu não via a hora de ver meus ídolos ali na minha frente. E uns 10 minutos antes do começo da apresentação, um funcionário (não sei se do Vivo Rio ou da banda) tirou o pano que cobria a bateria e eu fiquei emocionada em ver que a mesma estava posicionada no canto direito do palco, bem perto de onde eu estava.
Mais alguns minutos de espera e as luzes se apagaram anunciando o início daquele espetáculo. Como eu não lembro a ordem de todas as músicas no show, pesquisei a setlist e aí está!

Escape
Night of Hunter
Attack
Vox Populi
A Beautiful Lie
Search & Destroy
This Is War
L490
---------------------------
Acoustic Set
From Yesterday
Fantasy
----------------------------
The Kill
Closer to The Edge
----------------------------
Hurricane
Kings and Queens

Vale lembrar que não tenho certeza se essa é a setlist do show do Rio, mas se não é, está bem parecida!
Quero comentar agora sobre o momento em que eles tocaram algumas músicas, por exemplo:
- Attack - Foi uma das músicas em que o público mais pulou e gritou, perdi as contas de quantas vezes pisaram no meu pé, mas isso nunca ia me chatear assistindo o show do 30 Seconds to Mars tão de perto!
- A Beautiful Lie - Uma das músicas mais gritadas do show, simplesmente emocionante!
- Search & Destroy - Ficou na minha cabeça pelo resto da noite o momento em que o Jared cantou essa música e todos acompanharam como um hino.
- The Kill - Com certeza a música mais conhecida do público e a mais pedida nos momentos de silêncio da banda. Aqui vai um vídeo do momento em que eles cantaram essa música no show. (O vídeo não é meu, só achei no youtube): http://www.youtube.com/watch?v=WWJsIu4ESOU
- Closer to The Edge - Nessa música eu já havia sido empurrada pra todos os lados e me vi mais para trás de onde estava originalmente. Estava exausta e resolvi sair da multidão, achei um lugar mais tranquilo lá atrás e lá fiquei curtindo o show de longe.
- Hurricane - Para a minha surpresa foi a unica música que chorei em todo o show. Não que a música seja ruim, pelo contrário, é perfeita. Mas eu esperava chorar em CTTE ou A Beautiful Lie.
- Kings & Queens - Foi bem demorada pelo fato de o Jared parar para tirar foto do público (a mesma que postei no início deste post) e ainda chamar os fãs que estavam mais próximos do palco para subir e cantar junto com a banda. Confesso que morri de inveja de quem teve o privilégio de subir no palco junto com o 30 Seconds to Mars, mas da forma que eu estava cansada, acho que não conseguiria nem permanecer de pé lá em cima.

Bem, fim de show... O que fazer agora? A única coisa que eu pensava era sair e procurar um lugar para sentar, minhas pernas não aguentavam mais o peso do meu próprio corpo. Sentei na beira da 'piscina' em frente ao Vivo Rio e a primeira coisa que fiz foi pegar o celular e twittar: "O melhor show da minha vida!"

(Pra quem pensou que a saga acaba aqui, senta que ainda tem história!! A última parte da minha aventura será postada em breve e prometo que valerá a pena tanta leitura! Espero que estejam se divertindo ao ler minhas loucuras! A penúltima parte termina aqui. Vejo vocês na despedida tensa do Vivo Rio [próximo post])
(Continua...)

Um comentário:

Onslaught disse...

deve ter nego te chingando ao ler este ultimo!!!=p
(eu espero ansioso, msm ja sabendo o final..heheh!!)